Após anos de muita prosperidade, o mercado de arte no Brasil passa por uma crise. Há 5 anos o país obtinha números espetaculares na compra e venda de obras de arte. Esse boom passou, e os galeristas e profissionais do mercado percebem a queda no número de interessados em adquirir telas, esculturas, fotografias, etc. Como todo mercado de investimento, é comum “surfarmos” em fases boas e ruins.  Para quem busca retorno a longo prazo, investir em arte é uma boa opção, mas exige cuidados. Por isso, o curador e proprietário da Art Market, Cláudio Calluf, explica como investir em arte através de 5 pontos fundamentais:

COMO INVESTIR EM ARTE

1 – INVISTA EM ARTISTAS CONSAGRADOS

Como estamos tratando de investimento e não especulação, eu prefiro permanecer com os artistas já consagrados pela crítica e pelo público. Não dispenso ofertas para comprar obras desses artistas. São oportunidades que não aparecem sempre e conhecendo um histórico de valores, a segurança é maior. Lembre-se, para começar a investir em arte não pode pensar em lucro instantâneo.

2 – PRESTE MUITA ATENÇÃO NA PROCEDÊNCIA

investir-em-arte-art-market-4

*Imagem Ilustrativa

Um ponto extremamente importante é a procedência das obras. Uma obra falsa arruina qualquer investimento, além do incômodo com a justiça. Antes de investir em um objeto de arte, procure saber da procedência da obra – um documento de autenticidade tem de ser avalizado por um Instituto ou por um familiar mas infelizmente não são todos os artistas que possuem Institutos Oficias, como também não é fácil achar um familiar que assine um documento desses – fale com especialistas no artista, pesquise na imprensa notícias sobre obras roubadas e se apresenta grandes casos de falsificações.

3 – GOSTOU DE UM ARTISTA NOVO? ACOMPANHE!

investir-em-arte-art-market-2

Quando se interessar por um artista novo, com chances de ganhar ascensão em médio prazo, acompanhe sua trajetória em exposições, premiações, leilões, etc. São esses pontos que farão com que ele atinja visibilidade e cotação no mercado.

4 – CUIDADO AO INVESTIR EM ARTE QUE NÃO LHE AGRADE ESTETICAMENTE 

investir-em-arte-art-market-3

O gosto no mercado de arte é bastante variado e muitas vezes criticado pelas pessoas de fora desse universo peculiar. Eu costumo investir em obras que esteticamente me agradam, ponto extremamente pessoal. Como amante da arte, não invisto para obter lucro em todas aquisições – algumas são destinadas ao meu acervo pessoal. Nesse caso específico, se a pessoa pretende conviver com a aquisição, é importante refletir com cuidado antes de fazer o investimento em arte que não for do seu agrado, principalmente se tratando de leilões – compra por impulso não é recomendado.

5 – PROCURE AUXÍLIO

Investir na bolsa de valores exige conhecimento, experiência e muita análise, por isso existem empresas focadas em auxiliar pessoas que querem investir mas não têm tempo ou know how para saber quais são as melhores ações para serem compradas/vendidas. Para investir em arte é a mesma coisa. Busque profissionais e galerias para assessorar suas decisões e indicarem os melhores caminhos.

 

TEM MAIS DÚVIDAS / INTERESSE EM UMA ASSESSORIA ESPECIALIZADA?

DEIXE UM COMENTÁRIO OU ENVIE UM E-MAIL PARA A ART MARKET (CONTATO@ARTMARKET.ART.BR)